10 Quartos infantis para todos os gostos

Oiiiii meus lindos e lindas! Tô sumida né amores? Desculpinha hehe. Mais a pessoa aqui voltou ao mundo real, (trabalhando duro) hehe e, tenho chegado morta de cansada em casa sem pique pra nada.

Mais tirei um tempinho hoje para preparar esse post pra vocês. Eu já estava morrendo de saudades de falar sobre decoração por aqui hehe, Eu simplesmente AmOoooo, e não resisti a essas dicas do <Casa abril>

O bacana de decorar quartos de criança gente, é poder brincar com cores, formas e objetos. Nas imagens que vocês verão a seguir, eu reuni projetos feitos por grandes profissionais da área de casa e decoração. E então com essas ideias, você terá inspirações para aproveitar bem o espaço do quarto do seu filho (a), organizar os brinquedos e oferecer um lugar para estudo e também para diversão – você encontrará aqui diversos estilos para seu filho (a). Alguns dos projetos tiveram a preocupação de se adaptar ao crescimento da criança e, para os que já se aproximam da adolescência, a dica é optar por ambientes mais neutros e com um toque de cor.

Então, vamos ver comigo 10 quartos infantis para todos os gostos

Este quarto foi feito para uma menina de 7 anos amante de cor-de-rosa e praticante de balé e teclado. Está tudo contemplado no projeto. Tons claros, que fazem o ambiente parecer maior, são pontuados de rosa. A escrivaninha exibe uma bandeja retrátil para o teclado e também um tampo de vidro temperado para deixar à vista os itens de papelaria, organizados em gavetas com colmeias. À esquerda estão as barras e o espelho para treinar a dança em casa. No chão, piso de resina (Resinfloor), que é uma boa opção para quartos infantis, pois é antialérgico, fácil de limpar e resistente. Projeto das arquitetas Carla Asevedo e Valéria Goldenberg Bartholi, do Studio Duo

O atrativo do quarto da menina é o papel de parede da marca Eijffinger, trazido da Holanda. Móveis (Secrets de Famille) e almofadas florais (tecido da Entreposto, execução de Kika Chic) arrematam a cena. Projeto da arquiteta Regina Strumpf

A decoração alegre e com cara de menino deve muito à combinação de cores. A base azul-marinho, presente na colcha e na cortina, foi quebrada com toques verde-limão de alguns elementos, como a estampa do papel de parede, que se repete nas almofadas. “Enxoval, almofadas e luminária são de algodão puro, indicado para uso infantil”, explica a arquiteta Camila Moraes. Bem práticos, os nichos do painel mantêm os livros em ordem e ao alcance. Acima deles, fica a TV de LCD. As prateleiras de vidro temperado de 12 mm da estante são seguras: caso quebrem, produzirão cacos arredondados. Uma bancada de MDF faz as vezes de escrivaninha. Hoje a 45 cm do chão, poderá chegar a 75 cm, acompanhando o crescimento do dono da área. E o banquinho que a acompanha vira um porta miudezas quando a tampa é erguida.

Neste delicado quarto infantil, as paredes receberam um prata clarinho e uma árvore pintada (1,80 x 1 m) cheia de passarinhos feitos de recortes de tecidos e fixados com uma mistura de cola e água. O lustre de papel de arroz japonês tem desenhos vazados de pequenas flores, que estampam teto e paredes quando a luz é acesa. Com 8,30 m², o quarto preza pela ordem. Como todos os brinquedos ficam guardados em estantes, a criança tem espaço suficiente para brincar

Um quarto que abriga todos os desejos de uma jovem moça. Esse foi o ponto departida das arquitetas paraibanas Annelise Lacerda e Karla Barros ao criarem a Suíte da FilhaTeen na Casa Cor Pernambuco 2010. Para montar um ambiente moderninho como este, escolha um papel de parede de estampa marcante e um enxoval de tons que combinem. Acessórios divertidos dão um toque bem-humorado à produção. Se peças de design consagrado estiverem fora do orçamento, uma boa opção são as releituras: próximas à mesa de vidro, as poltronas Louis Ghost, famosa criação do designer francês Philippe Starck, já inspiraram diversos fabricantes de móveis com preços mais acessíveis.

Acessórios em preto e vermelho conferem um ar feminino e bem moderninho à base branca deste projeto da arquiteta Clélia Regina Angelo. Atente ao porta-retrato roxo, uma ousadia que incrementa a paleta de cores. A cama é valorizada pelo tablado, que foi coberto com um tapete de estampa adamascada – o toque macio conforta na hora de acordar.

As arquitetas Éllen Cavalcante e Paula Ferraz, de São Paulo, criaram este projeto para acomodar o bebê recém-chegado no quarto do irmão mais velho, sem que este fique em segundo plano. A grande sacada está nas paredes, permitindo que a decoração acompanhe o crescimento da dupla. Na parede do garoto, círculos de tecidos mesclam estampas e nuances de azul, amarelo e verde. No canto da menina, listras de larguras diferentes, com toques cor-de-rosa, suavizam o conjunto. A mesa baixa com uma cadeira de design serve na hora de brincar e de desenhar. Nichos e prateleiras abrigam os pertences dos irmãos e caixas de MDF com diferentes estampas, empilhadas aos pés da cama do garoto, guardam bonecos e bolas. Para simplificar a limpeza, foi usado piso laminado (cor Álamo, da linha Essense Liso, da Fademac).E não há tapete, para evitar escorregões.

Feito para um menino de 13 anos fã de carros, este quarto recebeu, na lateral da cama, faixas branca e azul. Como as cores fortes predominam nas paredes, optou-se por uma roupa de cama de tonalidade mais neutra (Marlene Enxovais). Na mesa lateral e na área de estudos, luminárias da Tok & Stok. A área de estudos recebeu atenção especial, com um quadro de recados para pendurar o horário das aulas.

As arquitetas Cristiane Piccoli e Cláudia Palludo, de Porto Alegre, capricharam na parede deste quarto, feito para um menino de acaba de iniciar a vida escolar. Fita-crepe limitou as faixas de 10 cm, pintadas alternadamente de azul e vermelho, uma sacada econômica e que confere um efeito superdescolado. A marcenaria planejada dita a distribuição do ambiente: o armário delimita a área da cama, cuja cabeceira é formada de um painel com prateleiras. O frio piso cerâmico recebeu um tapete de EVA com placas encaixáveis como em um quebra-cabeça, que vira motivo de diversão além de ser simples de limpar e funcionar como isolante térmico.

Um pranchão de madeira ligando uma parede à outra serve de mesa de trabalho no quarto do rapaz, que dispõe de uma bicama padrão. A janela do quarto ganhou uma persiana de madeira que harmoniza com a decoração. A base branca é quebrada pela roupa de cama em estampa camuflada.

E aí amores meus,  gostaram das dicas? Não deixem de comentar aqui abaixo para me ajudar com o blog tá bom, e também saber sua opinião,  é sempre muito importante pra mim. Beijocas da Rosita.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *